Ocorreu um erro neste gadget

25 de março de 2011

Empreendedorismo em Enfermagem

Olá!!Acessando um blog que sigo (http://doutorenfermeiro.blogspot.com/), no qual pertende à Portugal, descobri uma campanha neste respectivo país sobre uma opção de nós não ficarmos a mercê do mercado de trabalho, que convenhamos muito escasso!!
Na verdade, devido a superlotação de diplomados em enfermagem mais a associação da escassez de empregos, uma escapatória seria o Empreendedorismo.
Empreendedorismo, segundo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio as Micro e Pequenas Empresas), é "Ainda relacionado a práticas pró-ativas e inovadoras, gradativamente se abandona uma visão reducionista do empreendedorismo associado exclusivamente ao exercício de uma atividade econômica e se passa a lhe associar a qualquer atividade humana; como, aliás, pode-se observar em todas as áreas do saber, que paulatinamente fazem do ser humano sua razão e seu fim.Em situações de crise, a presença do empreendedorismo ganha contornos ainda mais fortes, já que a adversidade lhe é um ambiente ainda mais propício de aparição. O cenário global atual aponta, portanto, não só para alternativas econômicas inovadoras, mas, principalmente, para estratégias de promoção do desenvolvimento que estimulem e, de certa forma, dependam do empreendedorismo. Assim o é o desenvolvimento territorial, que, ademais, realiza uma abordagem que parte do local para o global e reforça o planejamento produtivo pela própria comunidade, com aproveitamento das vocações e potenciais locais."

Noticia esta que me deixa muito alegre, pois quem me acompanha aqui desde o meu começo, sabe que sou enfermeira (e podologa também) domiciliar, e tenho obtido resultados saitsfatórios com meus cuidados em casa; tento sempre executar a educação em saúde do cliente e da familia, fazendo assim que "nossa" Teoria de Orem seja bem executada!!
Colegas de Profissão não se deixe abater pela falta de empregos, reinvente nossa profissão, use a criatividade!!!

Acessem este site: http://www.gestionesaude.com.br/, pois fala de gerenciamento de doenças crônicas, isso sim é inovador!!! Se vocês tiverem outros exemplos de empresas ou profissionais que inovaram nossa profissão deixem um comentário!!!

Obrigada!

23 de março de 2011

Teoria do Componentes do Cuidado - Virginia Henderson

Virgínia Henderson baseia a sua concepção de enfermagem nos seguintes pressupostos:
Tanto o enfermeiro quanto o paciente, valorizam a independência sobre a dependência;
O enfermeiro deve ter em conta o plano terapêutico prescrito pelo médico para definir os cuidados; A prática do enfermeiro deve basear-se nos contributos gerados pela investigação em enfermagem/ conhecimentos.
 
Para Virgínia Henderson todas as necessidades se encontram relacionadas, sendo a satisfação de qualquer uma delas diferente de pessoa para pessoa, variando de acordo com os fatores psicológicos, sociais, culturais e também de acordo com sua percepção do que é certo ou normal.
 
As 14 necessidades citadas por Virgínia Henderson são:
  • Respirar normalmente;
  • Comer e beber adequadamente;
  • Eliminar os resíduos corporais;  
  • Mover-se e manter posturas corretas;
  • Dormir e descansar;  
  • Vestir-se e despir-se, selecionando vestuário adequado;
  • Manter a higiene e proteção da pele;
  • Evitar perigos ambientais e evitar que prejudiquem os outros;
  • Comunicar-se com os outros expressando, emoções, necessidades, receios e opiniões;
  • Viver segundo crenças e valores;
  • Trabalhar de forma a obter realização e satisfação;
  • Participar de diferentes atividades recreativas;
  • Aprender, descobrir ou satisfazer a curiosidade que conduz ao desenvolvimento normal e a saúde, utilizando os meios disponíveis;
  • Manter a temperatura corporal, adaptando o vestuário e modificando o ambiente;
 Finalidades
 
Finalidade dos Cuidados: o restabelecimento da independência da pessoa ou a sua conservação de forma a que ela possa responder ás suas necessidades.
 
Papel do Enfermeiro
 
Deve substituir na pessoa o que lhe falta para que ela seja independente e completa.
 
Para Henderson, a função da enfermagem é ajudar o paciente no desempenho das suas atividades. Auxiliando na sua saúde, recuperação ou morte serena, que seria desempenhada por ele sozinho se tivesse força ou conhecimento necessário para tal. Enfatiza que a enfermagem deve ajudar o paciente a conquistar sua independência o mais rápido possível.
 
**Achei esta teoria muito interessante e sucinta, achei ela no blog: http://enfermagemnossavida.blogspot.com/2009/09/virginia-henderson.html
 
Se alguém tiver uma bibliografia que tenha tudo sobre esta teoria, por favor, para me passar, mande em comentários!!!
Obrigadaaa!!!
 

21 de março de 2011

SAE de um Cliente com Alzheimer

Olá, hoje resolvi postar sobre a patologia mais frequente em nossos idosos: Mal de Alzheimer. Olhando ao redor, percebo pessoas que conheço como tia, vizinhos, marido de colegas de trabalho, clientes etc que desenvolveram Alzheimer, muitas vezes até precoce.

Segue uma anamnese, depois que a fiz percebi que faltavam alguns detalhes a serem perguntados (acredito!), PESSOAL ME MANDE PERGUNTAS AO PONTO DE VISTA PROFISSIONAL VOCÊ ACHA QUE FALTOU!

Cliente do sexo feminino, com 46 anos, divorciada, 1º grau incompleto, Teve 04 gestações,  sendo uma gestação gemelar, porém um dos faleceu devido a falta de oxigenação (sic), no entanto o outro gêmeo nasceu com "atraso" (não especificado o quê - este filho é aposentado devido este "atraso").
Queixas Iniciais: falta de memória, deprimido devido a separação(esposo "abandonou-a") e morte de um filho (filho este que tinha paralisia infantil, faleceu com 35 anos há 2 anos), Insônia, família refere que "pergunta três vezes a mesma coisa, não tem cuidado pessoal, asseio e higiene, esses dias foi ao supermercado - perto de casa - e não sabia voltar".
Desenvolvimento Psicomotor: Nega doenças crônicas, nem internações e cirurgias. Nega consumo de substâncias psicoativas.
Família: não soube explicar antecedentes com Diabetes Mellitus, Hipertensão Arterial Sistêmica, Câncer, Alzheimer, problemas Cardiovasculares. 
Exame Físico: BEG. Neurológico: alerta, sem deficits motor focal (sem paralisia), presentes reflexos (ambos os lados), nervos cranianos normais, tônus muscular normal, marcha apráxica (descoordenação motora, não tem linearidade), equilibrio estático preservado, sensibilidade superficial e profunda preservada. Exame Mental: Alterado, humor depressivo, repetição de palavras e idéias, perda de memória recente (melhor na retrógrada), acalculia, memória de evocação (trazer a tona alguma situação), dificuldade de atenção e cálculo, diciculdade de comando, dificuldade para banho (cuidados pessoais), pouca participação social, , se perdia com facilidade, não cuida das finanças nem medicamentos, apático, disátrico, sem alterações de comportamento. Exames Complementares: Exames normais. EEG: atividade lenta em fronto temporal E; RM/TC - Atrofia cortical e hipoperfusão em região temporo-parietal.

Sinais e Sintomas:
  • Manifestações clínicas:
Iniciais: esquecimento sutil e perda de memória, pequenas dificuldades no trabalho e atividades sociais, presente função cognitiva para esconder tais sintomas; depressão.
Progresso: esqueciment em ações (diárias, desconhece fisionomias, lugares e objetos familiares, perde-se no ambiente familiar, repetição de histórias, diálogo dificil (esquecimento), dificuldade de formular conceitos e pensar abstratamente, disartria, insônica, vaga pela casa a noite, incontinência fecal e urinária.

Diagnósticos de Enfermagem (NANDA) (em construção!!)

Mobilidade Fisica Prejudicada
Tristeza Crônica
Padrão do Sono Perturbado
Risco para Lesões
Padrões de Sexualidade Ineficazes

** Lembrando que tem-se diagnóticos especificos para cuidadores.

Foi sucinto, espero que tragam suas dúvidas, pois suas dúvidas podem me ajudar muitooo. Relação a outras etapas da SAE trarei em breve, acompanhe o blog para saber maisss!!!
Obrigada.


5 de março de 2011

CARNAVAL...Uma Folia que deve ser levada a Sério...

No site http://www.agenciaaids.com.br/, noticiou que o poupatempo de Itaquera em São Paulo distribuirá camisinhas devido ao carnaval, pois em 1 hora de trabalho foram entregues mais ou menos 15 mil preservativos.
Eu apoio a distribuição de preservativos com a finalidade de prevenir DSTs, porém acredito que não é para prevenir uma patologia que muito a usam. Não estou querendo ser puritana, acho o sexo importante para vida do ser humano, mas quando realizado com responsabilidade. Estas camisinhas serão usadas com um único parceiro? A camisinha não está sendo usada mais para prevenir uma gravidez indesejada?
Amo Carnaval e alegria que o envolve, porém discordo da forma que muitos o vulgarizam...
A atitude do governo na distribuição é importante para nossa saúde pública todos anos, o que me deixa triste é que as pessoas não sejam educadas para a prevenção de DSTs, principalmente HIV. Camisinha deve fazer parte, mas multiplos parceiros não dá, né?Cuidado com a promiscuidade...

Obrigada por lerem minha opinião, quem quiser expor a sua, fique a vontade! É bom compartilharmos opiniões, faz parte do nosso enriquecimento social de nossa profissão e área!!!

3 de março de 2011

Alzheimer


Muito simples e ao mesmo tempo completo, assistam!!! Teremos mais discussões em breve sobre o assunto! Quem trabalha com este tipo de cliente, mande-nos dúvidas!!!
Obrigada...

1 de março de 2011

AVE - Diagnósticos de Enfermagem

Olá! Desta vez trago a vocês diagnósticos de enfermagem em Acidente Vascular Encefálico Isquêmico ou Hemorrágico.
Para quem não sabe ao certo, o AVE, antes era conhecido como Acidente Vascular Cefálico ou Derrame. Geralmente é causado por trombos ou embolos, que ocorrem por coágulo de sangue ou ateromas (depósitos de gordura). Na verdade, estes embolos ou trombos pode ocorrer em várias partes do nosso corpo, se ele for para o coração pode interromper o fluxo de uma coronária ocasionando o infarto, por exemplo, ou também se for para artérias faciais, ocasiona um "derrame facial".
Sem um caso clínico completo, uma anamnese completa fica dificil realizarmos a SAE, mas os diagnósticos prováveis sim:
  • Comunicação Verbal Prejudicada
  • Fadiga
  • Mobilidade Fisica Prejudicada
  • Dor
  • Desempenho de Papel Social Alterado
  • Déficit de Autocuidado em Alimentação, Vestimenta e Arrumação, Banho e Higiene.
  • Risco para Integridade da Pele Prejudicada.
  • Isolamento Social.
  • Negligência Unilateral (NANDA, 2008).
Um alerta para os cuidadores: esta patologia exige muita tolerância do cuidador, dedicação exclusiva. De repente, teremos que realizar diagnósticos de enfermagem para o cuidador. Nunca se esquecendo que se o cuidador for leigo, teremos como função principal a educação em saúde. O trabalho é árduo, mas gratificante.
Na minha experiência em cuidados domiciliares em sequelados de AVC, o maior obstáculo é a depressão do cliente/paciente, nestes casos usar o termo paciente é bem propicio (ser paciente com a patologia e sua reabilitação).

Obrigada e deixe comentários sobre o assunto que você quer que seja discutido ou explicado aqui!!!